Hoje em dia, eu gasto muito tempo na otimização do meu blog. Estou constantemente tentando descobrir como podemos preencher o topo do nosso funil com mais visitantes no blog e como converter mais desses visitantes em assinantes e leads.

Como meu papel é focado em otimização e crescimento, eu tento ter certeza de que estamos sempre fazendo testes.

Afinal, se nós só fizermos o que já sabemos que funciona, teremos o crescimento, mas só um crescimento que todos podem alcançar. Aqui na Máquina de Resultados nós temos metas ambiciosas, por isso precisamos estar sempre em busca de alcançar um crescimento excepcional, não só o padrão.

É por isso que os teste são tão importantes. Eles permitem que você descubra estratégias inovadoras e táticas que levam a um crescimento excepcional.

Felizmente, há uma tonelada de testes que podem ser executados para otimizar seu blog para os cliques e conversões.

Então, para ajudá-lo a adquirir o hábito de sempre testar coisas novas em seu próprio blog, aqui está uma lista de coisas que você deve experimentar.

Lembre-se: o que não funciona para um blog, pode funcionar para você!

Nota: Os blogs são muito variáveis por natureza, muitas vezes tornando difícil isolar completamente as variáveis ​​que você está tentando testar. Para tentar fazer o seu melhor para isolar suas variáveis​​, tenha em mente que os testes podem não ser perfeitamente científicos.

Otimizando suas postagens
coisas que você pode testar para otimizar sua atividade de publicação de blog …

1) Frequência

Mais é sempre melhor?
Teste a sua frequência de publicação para identificar o seu ponto de equilíbrio.
Existe um ponto em que mais posts na verdade não equivalem a mais ou melhores resultados?
Até onde você está sacrificando a qualidade do conteúdo por uma questão de quantidade?

Sugestão de Metodologia de ensaio:

Aumentar (ou diminuir) a sua frequência de publicação por um período de 1 ou 2 semanas. Em seguida, meça isoladamente o número de vista que você recebeu nesse período e compare-os com números do seu ritmo convencional. Continue testando até encontrar o seu ponto ideal de freqüência.

2) Horário e período de publicação

Em que momento do dia ou da semana você tem melhores resultados de tráfego? Qual o espaçamento entre suas postagens – isso tem impacto na perfomance individual dos posts?

Sugestão de Metodologia de ensaio:

Publique em diferentes momentos. Em seguida, exporte os seus analytics do blog, ordene por hora do dia e dia da semana, e analise os resultados encontrados.

3) Equilíbrio de conteúdo

Qual o tipo de conteúdo do blog (por exemplo, somente texto, baseados em apresentações do SlideShare, infográficos) e tópicos funcionam melhor para você?

Sabendo isso, o que é o equilíbrio ideal de conteúdo? Em outras palavras, enquanto os posts no SlideShare podem ser melhores em termos de tráfego, você não deve publicar somente posts SlideShare.

Sugestão de Metodologia de ensaio: Teste diferentes tipos de conteúdo e temas em seu blog, em seguida, analise a performance. Mapeie o conteúdo do blog para determinar qual o seu equilíbrio ideal de conteúdo (por exemplo: X tráfego de mensages SlideShare por mês, X mensagens por mês sobre o tema A para apoiar a campanha B, etc).

4) Assunto do e-mail

Os seus e-mails para assinantes geram mais cliques quando você usa uma linha de assunto genérico (por exemplo, “Mais recente post do blog”), ou quando a linha de assunto corresponde ao título do post de blog que você está enviando?

Sugestão de Metodologia de teste: Teste uma linha de assunto genérico por um período de tempo até que você tenha uma amostra grande o suficiente de e-mails para o teste ser estatisticamente significativo.

Então, teste os assuntos que correspondem a títulos dos posts do blog que você está enviando para o mesmo número de e-mails. Compare o desempenho (em termos de taxa de cliques) dos e-mails.

A maioria dos bons sistemas de envio de e-mail, como Mailchimp, e-Goi, Aweber, etc. tem disponíveis testes A/B.

5) Timing dos e-mails

Para cada e-mail enviado aos assinantes (ou seja, um e-mail disparado toda vez que você publicar um novo post), a frequência obviamente caminha lado a lado com o equilíbrio do conteúdo. Para alguns tipos de lista de e-mails com assinantes que escolheram resumos diários, semanais ou mensais, o período de publicação é um grande ponto para testar. Que hora do dia e dia da semana (por e-mails semanais e mensais) têm melhor desempenho?

Sugestão de Metodologia de Testes: Enviar uma amostra de e-mails em um determinado momento do dia, e comparar as taxas de cliques desses e-mails com uma amostra de e-mails enviados em um horário diferente do dia. Mantenha testes até encontrar a hora do dia e o dia da semana que gera a melhor taxa de cliques.

6) Call-To-Actions nos e-mails

Devo incluir call-to-actions dentro dos meus e-mails do blog? A inclusão de CTAs podem fazer o assinante distrair-se e não visitar o seu blog? Se sim, as conversões que você está usando, sacrificam o tráfego do blog.

Sugestão de Metodologia de Testes: Comparar o desempenho de e-mails com CTA e e-mails sem Call-To-Actions, usando preferencialmente a mesma quantidade e horário de envio. Olhe para as taxas de clique dos e-mails e tráfego de referência para o seu blog, bem como o desempenho das call-to-actions que você usou.

Além disso, não deixe de considerar seus objetivos: o que é mais prioridade para a sua equipe: Tráfego ou taxa de conversão numa isca digital? Considere também testar diferentes tipos de CTAs.

7) Call-To-Actions direto no final do post vs. CTA padrão

O que funciona melhor para a geração de leads e conversões: A chamada para a ação padrão no final do seu blog, ou o formulário direto no fim do seu post? Teste!

Sugestão de Metodologia de Testes: use duas mensagens separadas, semelhantes no assunto e formato, e publique-as ao mesmo tempo do dia e dia da semana, com uma semana de intervalo.

Em um post, use uma CTA padrão; no outro post, usar um formulário incorporado para a mesma oferta que você usou na CTA do primeiro post. Mantenha a cópia da Call-To-Action e da forma da mesma. Após cada post atingir uma semana de publicação, compare as taxas das duas chamadas.

8) Call-To-Actions Deslizantes

CTAs deslizantes deslizam, surgem na lateral da página quando os leitores rolam a página. Elas prendem a atenção dos visitantes, sem cobrir o conteúdo do post sem ser muito intrusivos. Inserir imagens nas CTAs pode aumentar as conversões? Como é o seu desempenho comparado com as chamadas padrão? Você deve incluir um ou outro, ou ambos? Nesse caso, elas devem ser Call-To-Actions para as mesmas ou diferentes ofertas?

Sugestão de Metodologia de Testes: Adicione slide nas chamadas em uma amostra de posts antigos que ainda geram tráfego. Espere uma semana ou duas, e depois compare a taxa destes post a sua taxa de conversão antes da adição do slide deslizante.

9) Segmentação dinâmica (ou inteligente) de CTA

O que é mais eficaz: Segmentar as CTAs em seu blog por ciclo de vida, ou pela persona? Existem outras formas mais eficazes para segmentá-las?

Sugestão de Metodologia de teste: Teste uma variedade de estratégias de segmentação de chamadas em várias amostras de posts para determinar o que funciona melhor para o seu público.

10) Oferta via Call-To-Action. Design e versões

Como a escolha do design e versdões do CTA irão impactar o desempenho de suas Call-To-Actions, tanto em posts individuais como na barra lateral/superior/inferior do seu blog? E as ofertas que você está promovendo em lugares específicos? Será que outras ofertas teriam melhor perfomance?

Sugestão de Metodologia de ensaio: Variações de teste A / B em cópias de chamadas, design e tipo de oferta em posts individuais. Se você tem uma ferramenta (como o aplicativo de chamadas à ação da HubSpot), que oferece funcionalidade de teste A / B, fica ainda mais fácil e científico.

11) Texto base em linhas de chamadas à ação

Você pode aumentar as conversões, através da inclusão de texto, em formato de chamadas dentro da cópia de seus artigos do blog, como a que você vê na figura abaixo? Como é que a colocação destas chamadas impactam o desempenho (ou seja, as pessoas são mais propensas a clicar neles se eles são colocados no início ou no final do post)? Será que uma cópia direta funciona melhor do que algo mais sutil?

Maquina de resultados - 11 passos para guiar um blogueiro

Maquina de resultados – 11 passos para guiar um blogueiro

Sugestão de Metodologia de Testes: Adicionar em linha CTAs para uma amostragem de posts mais antigos que ainda geram tráfego (provavelmente a partir de pesquisa). Deixe-os coletar dados por uma ou duas semanas, e depois calcule as taxas de conversão dessas mensagens. Compare as taxas de conversão das mensagens antes de adicionar chamada à ação em slide.

Que outros testes que você pode executar para melhorar a otimização do seu blog? Compartilhe-os nos comentários abaixo!