O comércio eletrônico brasileiro fechou o ano de 2013 com crescimento de 29%, chegando ao faturamento de mais de R$ 31 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira de E-Commerce.

Com o setor aquecido, é de se esperar que haja grande concorrência entre os profissionais em busca de crescimento e valorização. Mas a situação é a oposta: o mercado vive uma carência de mão de obra especializada em e-commerce.

Uma pesquisa realizada em 2013 pela Universidade Buscapé Company e pelo E-Bit com 254 lojas virtuais do país mostra que 65% dos candidatos a uma vaga no e-commerce não atendem aos pré-requisitos necessários para o cargo desejado.

O fato de o segmento ainda ser relativamente novo no Brasil, aliado ao crescimento acelerado do setor, é que leva à escassez de profissionais qualificados.

A preocupação só aumenta quando lembramos que as previsões do segmento são as mais positivas. O comércio eletrônico brasileiro deve crescer 27% este ano, mesmo com período econômico de incertezas.  As áreas que mais sofrem com a falta de profissionais são a de gerência, links patrocinado e webdesign.

O segredo para aproveitar as ofertas do setor e conseguir uma boa posição no mercado é apenas um: capacitação. Existem diversos cursos voltados ao e-commerce, basta pesquisar e escolher aquele que se adapta ao seu perfil e que seja de uma instituição séria. Certamente, possuir uma formação para o comércio eletrônico valorizará o currículo do profissional.

 

Os cursos voltados ao marketing digital, como especialização em Google Adwords, webdesign e mídias sociais, são recomendados, pois os varejistas virtuais sentem cada vez mais a necessidade de ter esses serviços desenvolvidos de forma mais profissional.

Além disso,a formação em fotografia para e-commerce também é um bom investimento, pois o varejo online vive um momento em que a valorização da imagem profissional é grande.

Possuir uma formação em gerência para e-commerce também pode abrir portas. A operação de uma loja virtual é bastante complexa; vai muito além do que receber um pedido e enviá-lo pelo Correio para o cliente.

Por isso, o profissional que domina a operação como um todo tem grandes possibilidades de sucesso no mercado.

Além da capacitação profissional, os profissionais que desejam sucesso no e-commerce precisam de outros conhecimentos e competências.

Entre elas, estão noções de logística, domínio de estratégias de marketing digital, conhecimento precificação e formas de pagamento e atendimento ao cliente no pós-venda.

São todos pontos delicados no comércio eletrônico brasileiro. Contar com profissionais especialistas nessas áreas certamente faria o setor crescer.

As ocupações que oferecem as melhores remunerações são as de gerente e coordenador de e-commerce.

  • Em média, os salários para essas funções podem chegar perto de R$ 10 mil.
  • Já a remuneração para analistas de marketing digital varia entre R$ 2 mil e R$ 3 mil.

Fonte: e-Commerce News

Na Máquina de Resultados você tem todas as funções acima com valores bem mais em conta ! Entre em contato ! CADASTRE-SE

www.MaquinaDeResultados.com.br