Porquê fazer e-mail marketing!

Se você não captura e-mails para a sua lista de e-mail, me desculpe, eu tenho que te contar uma coisa que vale algum DINHEIRO:

Você está deixando dinheiro na mesa meu amigo!

Se você passa boa parte do seu esforço de vendas nas redes sociais como Facebook, Twitter, Google Plus, Youtube, Pinterest ou outra mídia social do momento – você DEVE LER ATÉ O FINAL esse artigo.

No Marketing Digital o e-mail é talvez a principal ferramenta para criar e nutrir relacionamentos com uma base de dados de contatos.Qualquer que seja o seu conteúdo especial a ser usado como ISCA DIGITAL:

  • E-books
  • Whitepapers
  • Infográficos
  • Eventos
  • Webinars
  • Enviar informativos tipo newsletters
  • Nutrir leads,

Ou uma campanha de e-mails com aquela oferta arrasadora que impacta no seu faturamento, o e-mail é definitivamente a opção certa.

Para te ajudar neste processo de aprendizagem e entender melhor essa ferramenta, mostrarei os passos de como fazer e-mail marketing no seu negócio!

Vamos começar? Só se for agora? 😉


Alguns dados para jogar lenha na fogueira:

Clique e veja os impressionantes nímeros
  • 92% dos usuários na internet tem ao menos 1 conta de e-mail.
  • 72% dos usuários checam a sua caixa de entrada de e-mails 6x ou mais todo dia.
  • Existem mais de 3 Bilhões de contas de e-mails criadas. (São 3x mais contas de e-mail do que todas as contas do Facebook + Twitter combinadas!)
  • Clientes que recebem uma newsletter por e-mail gastam 83% mais do que não cadastrados.
  • Em relação ao uso comercial, 75% dos usuários utilizam o e-mail contra apenas 3% das redes sociais.
  • Em 2012 o e-mail marketing teve um impressionante ROI (Retorno Sobre Investimento) de 4000% (!).
  • 59% dos profissionais de marketing afirmam que e-mails são a melhor forma de gerar receita no mercado B2B. (BtoB Magazine)

E-mails ainda são a principal fonte de geração de leads para 89% dos profissionais de marketing. (Forrester Research)

  • A probabilidade de você conquistar um click-throught em um e-mail é 6x maior do que em um tuíte. (Campaign Monitor)
  • Quando uma compra é resultado do recebimento de uma mensagem de marketing, e-mails tem a maior taxa de conversão (66%) se comparado com redes sociais, anúncios e outros. (DMA)
  • Uma mensagem tem 5x mais probabilidade de ser vista em um e-mail do que no Facebook. (Radicati)
  • E-mail marketing tem um ROI de 3.800%. A cada R$ 1,00 investido, há um retorno de R$ 38,00. (DMA)
  • 29% dos profissionais olham para o ROI na hora de avaliar a eficiência dos e-mails. (DMA)
  • 77% do ROI do e-mail vem de campanhas segmentadas, personalizadas e disparadas por um evento do usuário. (DMA)
  • Funcionários passam, em média, 13 horas de trabalho semanais checando suas caixas de entrada. (McKinsey & Company)
  • 92% dos usuários adultos usam e-mails, com 61% deles utilizando diariamente. (Pew Research)
  • 83% dos profissionais de marketing do mercado B2B utilizam newsletters para suas estratégias de marketing de conteúdo. (Content Marketing Institute)
  • 76% dos times de marketing veem um crescimento considerável em suas listas de e-mail. (Ascend2)

E aí? Gostou dos números?

Isso é apenas uma amostra de potencial da ferramenta e-mail.

Por que usar e-mails?

E-mails são profundamente pessoais. Se o usuário forneceu o seu endereço eletrônico para a sua empresa, isso mostra claramente que ele tem interesse no assunto e que ele deseja receber conteúdo relevante sobre o seu negócio, e não um monte de lixo- eletrônico (SPAM) e informações não relevantes.

Até 2017, é esperado que existam 1.1 bi de contas de e-mail. É um número considerável, não é mesmo?

Considerando que e-mails são pessoais e extremamente personalizáveis, eles se tornam uma ferramenta valiosa para criar e nutrir contatos com suas leads e clientes.

A partir do momento que você envia uma série de conteúdos relevantes para suas listas – sim, você deve ter mais de uma! – e mensura o retorno gerado dessas ações, o retorno sobre investimento fica cada vez mais claro, e você consegue entender quais estratégias funcionam melhor para o seu negócio.

Resumindo: e-mails são largamente usados, eles permitem personalização e ajudam o seu negócio a se conectar diretamente com seus futuros e atuais clientes.

Como conseguir listas de e-mails?

Uma boa lista de e-mails, com cadastros “quentes” é um dos principais ativos da sua empresa. No fim de contas você tem uma compilação de endereços de usuários dispostos a receber uma mensagem da sua empresa.

Não é uma excelente oportunidade?

Um erro clássico que você não pode cometer aqui é comprar uma lista de e-mails. Como você vai criar mensagens personalizadas para usuários que você nem conhece?

Sério, jamais pense nisso. Elas não funcionam e podem destruir a reputação do seu negócio. É sério!

Esse será o mais imprudente investimento que você já fez em toda sua vida. Eis aqui 3 bons motivos (precisa mais que 3?)

  1. Gastar um dinheiro com ROI comprometido.
  2. Vai lesar a sua reputação.
  3. E alimentará uma prática desonesta de entrar em contato com quem nunca confiou a você esse direito.

Os tempos do marketing pela interrupção já eram. O marketing da permissão reina absoluto atualmente.

Infográfico

bar-chart-up-3Marketing de Interrupção Vs Marketing de Permissão

Saiba mais sobre a diferença entre o Ultrapassado e Caro Vs Moderno e Eficiente.

Para conquistar contatos para a sua lista, existem ferramentas certas:

  • Landing pages oferecendo materiais ricos são uma excelente opção.
  • E-books, Whitepapers, infográficos, e qualquer outro conteúdo relevante, podem ser atrativos para conseguir e-mails em troca de conteúdo relevante.
  • Formulários ao longo do blog e site também são indispensáveis. Incentive os seus leitores a se inscreverem na sua lista para receberem atualizações diretamente em suas caixas de entrada.

Da mesma forma, todo lead que se torna um novo cliente, já passou por esse processo e forneceu o endereço de e-mail para você. Logo, crie uma lista personalizada para clientes atuais e aproveite todo o relacionamento que já foi construído com eles!

Conteúdo para campanhas de e-mail

Existe uma variedade de opções quando falamos sobre conteúdo para campanhas de e-mail marketing.

Talvez o mais óbvio: Utilizar os conteúdos do seu blog para sua campanha.

Sempre que publicar um novo artigo ou post, envie um aviso para a sua lista de contatos! Claro, contanto que eles tenham optado por receberem esse tipo de conteúdo.

Essa é uma prática que o Neil Patel exerce até hoje. Sempre que um novo post é publicado, ele envia uma mensagem para toda a sua base.

O segredo está na relação Interesse X Entrega do conteúdo

Com estas informações, se parar para pensar e fizer algumas contas facilmente chegará a conclusão de que:

Entrega correta de conteúdo = Mais faturamento!

Além disso, também pode criar conteúdo exclusivo para suas listas de e-mail. Por exemplo:

Se você identificou uma tendência grande de mulheres jovens se inscrevendo nas suas listas, você pode criar um post exclusivo falando sobre o mercado de trabalho para as mulheres para ajudar com informações relevantes para as meninas.

Conteúdo em forma de ofertas também pode fazer parte da sua campanha de e-mail marketing, contudo esta prática não pode dominar suas campanhas. Enviar promoções, descontos e ofertas para a sua base é uma boa ideia em momentos específicos, e principalmente para clientes antigos.

O mais importante é ter em mente que o conteúdo enviado precisa ser pertinente com o que seus contatos esperam!

Entrega correta de conteúdo = Mais faturamento!

Mas então, é isso?
Quase.

Bons e-mails possuem títulos sedutores, que despertam desejos, vontades, anseios. Um bom título é o segredo das mensagens que possuem grandes taxas de abertura.

Uma boa headline (Assunto do E-mail) escrito de maneira otimizada, possui entre 3 e 6 palavras e usar até 64 caracteres. A melhor maneira de encontrar qual delas você obtém mais resultados é através dos testes A/B entre diferentes títulos para um mesmo e-mail.

Aquele que obtiver a maior taxa de abertura é o melhor para a sua campanha!

Basicamente, pense em criar e-mails bonitos, claros e simples, que se adequem a qualquer dispositivo e transmitam a mensagem de forma fácil para os leitores.

11 dicas para escrever headlines que convertem

  1. Todo título persuasivo deve ser curto, portanto, tente usar até 64 caracteres;
  2. Dos 64 caracteres, forme entre 3 a 6 palavras;
  3. Use adjetivos e gatilhos mentais que despertem o interesse do usuário;
  4. Use e abuse dos percentuais, números e faça listas;
  5. Escreva títulos que resumem exatamente o que o usuário verá após clicar. Seja SEMPRE honesto!;
  6. Abuse dos benefícios logo na headline;
  7. Seja direto e reto;
  8. Seja interativo e disponível. Responda perguntas no menor tempo possível.
  9. Não crie um só título, crie 10 ou mais variações;
  10. Pergunte, instigue, use palavras que despertem a curiosidade;
  11. SEO sempre! Não esqueça de fazer o básico! SEO é básico, tem que estar redondo.

A conclusão:

As mídias sociais são excelentes ferramentas, mas, quando analisamos resultados e efetividade, especialmente vencedor de comunicações comerciais, o e-mail marketing é o grande vitorioso.

A Morte das Redes Sociais

As redes sociais estão mudando como nunca.

Não tem 5 anos o tráfego dos sites era movido por sites como o Digg. Atingir a primeira página do Digg era como encontrar o santo graal.

Era uma enxurrada de tráfego garantida. Todavia, essa rede social hoje está praticamente morta. Observe a queda pelo interesse no Digg:

digg-queda

Como garantir que o mesmo irá ocorrer com o Facebook, Twitter e as redes mais populares? Entretanto, é precisamos saber que as redes sociais são muito importantes e úteis inclusive para bons negócios, mas também é uma área de descomunais mudanças a todo tempo. Conheceu do Orkut? 🙂

Você NÃO é o dono de sua página no Facebook, Twitter e qualquer rede social

Na atualidade, estamos mais conectados do que jamais estivemos em toda nossa história. A quantidade de informação que geramos é imensa e interativa.

Interação: Essa é a regra do jogo.

  • Curtimos algo? Postamos no Facebook.
  • Lemos uma matéria interessante? Tweetamos (olha o termo) o link no Twitter.
  • Tiramos uma foto bacana? Publicamos no Instagram.
  • Saímos para algum lugar? Check-in no Facebook.

Entretanto, você precisa saber que NÃO é o dono de suas páginas nessas redes sociais.

A sua querida e estimada fanpage pertence ao Facebook é o Facebook (Mr. Mark Zuckerberg ou “Zuck” para os íntimos) é o dono da sua página. No Twitter é o Twitter, e assim vai..

  • Perguntaram a você se gostaria de mudar o visual de sua página? Não.
  • Eles dizem a você quais regras devem seguir? SIm
  • Eles podem excluir sua página sem questionar você? Sim

Você não pode colocar todos os seus esforços em uma única rede social que você não é MESMO o dono (a) dela. Vamos supor que a sua página no Facebook de 50.000 curtidas foi deletada ou hackeada.

Como você recupera esse pessoal todo?

Você não pode entrar no perfil de todas as pessoas que curtiram sua página e clicar no curtir da sua página novamente.

E o e-mail?

Rudimentar, sempre haverá a sua lista de e-mails disponível. São pessoas que confirmaram inscrição na sua lista, que rendeu a você autorização para entrar em contato quando desejar.

Isso é pura magia!

Você é o dono da sua lista de e-mails.

É um ativo cuja tendência é só crescer com o tempo. Mesmo se um o serviço de e-mail online como o Mailchimp sair do ar, ou um software de e-mail marketing falir, você poderá exportar a sua lista de e-mail para uma planilha e importar em outro software. É claro que você tem backaupS (maiúsculo mesmo!) do seu tesouro!

Sendo assim, na próxima vez que você observar alguém colocando todas as fichas em uma rede social só, seja um amigo (a) verdadeiro (a) e compartilhe este texto com essa pessoa. Ela vai te agradecer um dia!

Encerro com a sugestão de um material sensacional que vai te ajudar a fechar o entendimento deste assunto:

O infográfico “E-mail Marketing x Mídias Sociais: descubra de uma vez por todas em qual investir para impulsionar a divulgação do seu conteúdo”.

http://viverdeblog.com/wp-content/uploads/2016/06/vdb-infografico-email-vs-midias-alta-resolucao-3-baixa.png

 

Infográfico

bar-chart-up-3E-mail Marketing Vs Mídias Sociais

Descubra de uma vez por todas em qual investir para impulsionar a divulgação do seu conteúdo”.

Entendeu ou não entendeu?
Se não entendeu… PERGUNTA!

Abrax do Alex


Fontes:
Marketing de Conteúdo
Viver de Blog
RD Station